Antioxidantes, suplementação, câncer

O papel dos antioxidantes na prevenção e tratamento do câncer.

08 DE abril, 2024

O câncer é uma doença multifatorial caracterizada pela proliferação descontrolada de células anormais que podem invadir tecidos circundantes e se espalhar para outras partes do corpo. Diversos fatores, incluindo exposição a agentes carcinogênicos, predisposição genética e estresse oxidativo, contribuem para o desenvolvimento do câncer. 


Nesse contexto, o estresse oxidativo desempenha um papel significativo, promovendo danos ao DNA, proteínas e lipídios celulares, eventos cruciais na carcinogênese.


Os antioxidantes são compostos que neutralizam os radicais livres, moléculas altamente reativas que podem causar danos celulares por meio de reações de oxidação. 


Os principais antioxidantes incluem vitaminas como vitamina C (ácido ascórbico) e vitamina E (tocoferóis), flavonoides e minerais como selênio e zinco. Estes compostos estão abundantemente presentes em uma variedade de alimentos, como frutas, vegetais, nozes, sementes e chás.


Numerosos estudos epidemiológicos têm investigado a relação entre o consumo de antioxidantes e o risco de câncer, com resultados variados. Por exemplo, o consumo de alimentos ricos em antioxidantes, como frutas e vegetais, tem sido associado a um menor risco de desenvolvimento de vários tipos de câncer, incluindo câncer de pulmão, mama, próstata e cólon. Além disso, evidências experimentais sugerem que a suplementação com antioxidantes pode reduzir a incidência e a progressão de tumores em modelos animais de câncer.


Os mecanismos pelos quais os antioxidantes exercem seus efeitos protetores contra o câncer são diversos e multifacetados. Em primeiro lugar, os antioxidantes neutralizam os radicais livres, prevenindo danos ao DNA e outras biomoléculas celulares. 


Além disso, eles podem modular a expressão gênica relacionada à proliferação celular, apoptose, inflamação e angiogênese, processos fundamentais na carcinogênese. Por exemplo, a vitamina C tem sido demonstrada como inibidora da angiogênese, um processo crucial para o crescimento e disseminação tumoral. Da mesma forma, o selênio é essencial para a atividade de enzimas antioxidantes, como a glutationa peroxidase, que protege as células contra danos oxidativos.


Bibliografia


Valko, M., et al. (2007). Free radicals and antioxidants in normal physiological functions and human disease. The International Journal of Biochemistry & Cell Biology, 39(1), 44-84.


Bjelakovic, G., et al. (2012). Antioxidant supplements for prevention of mortality in healthy participants and patients with various diseases. Cochrane Database of Systematic Reviews, (3), CD007176.


Aggarwal, B. B., & Sundaram, C. (2008). Malondialdehyde, a product of lipid peroxidation, is mutagenic in human cells. Journal of Biological Chemistry, 273(2), 109–112.

Sale Off
C Vita (Vitamina C + Vitamina E) 60 Cápsulas
R$ 52,90R$ 42,32
Sale Off
D3 VITA (Vitamina D3 2.000UI)  60 Cápsulas
R$ 62,90R$ 50,32
Sale Off
Better Sleep Melatonina 30ml
R$ 72,90R$ 58,32
Sale Off
COQ1O (Coenzima Q10 + Vitamina E) 30 Cápsulas
R$ 129,90R$ 103,92
Sale Off
Power Ômega 3 com Vitamina E com 60 Cápsulas
R$ 119,90R$ 95,92
Sale Off
NAC N-Acetil L-Cisteína 30 Cápsulas
R$ 79,90R$ 63,92